QS 01, Rua 210 lote 18, Águas Claras - DF, CEP: 72030-120

+55 (61) 3563-1314

 
as recomendações que podem ser feitas quanto à prevenção e tratamento do câncer a partir da dieta, levando em conta as evidências científicas

as recomendações que podem ser feitas quanto à prevenção e tratamento do câncer a partir da dieta, levando em conta as evidências científicas

O que atualmente se dá por válido na relação entre o que comemos, nosso estado nutricional e o risco de câncer está condensado na obra da World Cancer Research Found e do American Institute for Cancer Research intitulada Alimentos, nutrição, atividade física e a prevenção do câncer: uma perspectiva mundial.
Para termos uma ideia do estilo de recomendações que vamos encontrar nesse compêndio do conhecimento científico sobre o câncer e os alimentos, aí vão algumas recomendações concretas baseadas em evidências para a prevenção do câncer que, além disso, se estendem aos pacientes já diagnosticados:

Recomendações sobre o peso corporal:

- Manter o peso dentro das margens normais com base no IMC (Índice de Massa Corporal).

- Evitar o aumento de peso e o aumento da circunferência da cintura durante toda a vida adulta.

Recomendações sobre a atividade física:

- Realizar uma atividade física de intensidade moderada, equivalente a uma caminhada enérgica durante pelo menos 30 minutos por dia.

- À medida que o estado físico melhora, procurar realizar 60 minutos diários ou mais de atividade física de intensidade moderada, ou 30 minutos diários ou mais de atividade física intensa.

- Limitar os hábitos sedentários como assistir televisão.

Recomendações sobre alimentos que promovem o aumento de peso:

- Consumir poucos alimentos de alta densidade energética, como batatas fritas, manteiga ou açúcar.

- Evitar o consumo de bebidas açucaradas.

- Consumir pouca ou nenhuma comida rápida (fast-food).

Recomendações sobre os alimentos vegetais:

- Consumir pelo menos cinco porções diárias (cerca de 400g) de vegetais que não sejam ricos em amido e frutas variadas.

- Consumir alimentos pouco processados que sejam produzidos com cereais e legumes em cada refeição.

- Limitar o consumo de alimentos ricos em amido refinado (escolher as versões integrais).

- As pessoas que consomem raízes e vegetais ricos em amido como alimentos básicos em sua dieta também devem garantir uma ingestão suficiente de vegetais que não sejam ricos em amido, frutas e legumes.

Recomendações sobre os alimentos de origem animal:

- As pessoas que se alimentam regularmente com carne vermelha devem consumir menos de 500 g por semana, com uma proporção mínima (ou nenhuma) de carnes processadas.

Recomendações sobre bebidas alcoólicas:

- Se consumir bebidas alcoólicas, que não sejam mais de duas unidades diárias se for homem, e uma se for mulher. (Nota: na justificativa dessa recomendação diz-se que: “As comprovações científicas não demonstram que haja um nível preciso de consumo de bebidas alcoólicas abaixo do qual não aumente o risco dos cânceres que causa. Isto significa que, com base exclusivamente na evidência sobre o câncer, é preciso evitar até o consumo de pequenas quantidades de álcool”).

Recomendações sobre o preparo e a conservação:

- Evitar os alimentos conservados em salmoura ou salgados e os que tenham muito sal; preparar as conservas sem recorrer ao processo de salgá-las.

Não há grandes manchetes, nem alimentos milagrosos, nem superalimentos que curam tudo

- Limitar o consumo de alimentos elaborados com o acréscimo de sal para garantir uma ingestão menor do que 6 g (2,4 g de sódio) por dia.

- Não consumir cereais nem legumes se suspeitar que estão contaminados por fungos.

Recomendações sobre os suplementos alimentares:

- Para prevenir o câncer não se recomendam suplementos alimentares. (Nota: na justificativa desta recomendação diz-se que: “As comprovações científicas demonstram que doses altas de suplementos e nutrientes podem proteger contra o câncer, mas também podem causá-lo. Os estudos que demonstram tais efeitos não têm relação com o uso estendido entre a população geral, na qual o equilíbrio entre os riscos e os benefícios não pode ser predito de forma confiável. Uma recomendação geral de consumir suplementos para a prevenção do câncer poderia ter efeitos adversos inesperados. É preferível aumentar o consumo de nutrientes importantes incorporando à dieta habitual alimentos que os contenham”).

Cuidado com a literatura mística

O que expusemos anteriormente resume de forma inequívoca as recomendações que podem ser feitas quanto à prevenção e tratamento do câncer a partir da dieta, levando em conta as evidências científicas. Apesar disso, a oferta de literatura de autoajuda sobre formas de evitar o câncer com base na dieta é especialmente abundante. As obras que apresentam a palavra câncer em livros de divulgação geral abundam nas estantes dedicadas à saúde e à dietética.

Entre eles destacou-se na Espanha, por exemplo, o best-seller Mis recetas anticancer (Odile Fernández), no qual se cita uma série de recomendações sem pé nem cabeça e sem base científica, algo que se tornou denominador comum na maior parte deste tipo de obra. O perigo, além de transmitir conteúdos falsos sobre o câncer e sua relação com a dieta para os leitores, está nas falsas esperanças que os pacientes já diagnosticados que se vejam tentados a ler este tipo de livro podem desenvolver e, quem sabe, acreditando que já têm “sua salvação” neles, abandonem o tratamento médico.

Resumindo: apesar de comermos várias vezes ao dia, e por isso nos pareça que algo tão constante em nossa vida afetará diretamente a aparição ou o tratamento de uma doença como o câncer, a verdade é que —exceto nos casos anteriormente mencionados— não é assim. Pelo menos, do ponto de vista científico, que é o que conta no fim das contas.

 

QS 01, Rua 210 lote 18, Águas Claras - DF, CEP: 71950-770

+55 (61) 3563-1314 / (61) 3563-4776 / (61) 3562-2064

Facebook
Realizado por Amplitude Web.