QS 01, Rua 210 lote 18, Águas Claras - DF, CEP: 72030-120

+55 (61) 3563-1314

 
McDonald's japonês importará frango do Brasil após escândalo

McDonald's japonês importará frango do Brasil após escândalo

Tóquio - A rede de lanchonetes McDonald"s do Japão importará frango do Brasil após recolher todos seus produtos com carne de origem chinesa por causa do escândalo da companhia Husi de Xangai, acusada de vender produtos estragados, informou nesta quarta-feira a imprensa japonesa.
Esta é uma das medidas que serão tomadas pela filial japonesa da empresa americana para tentar "recuperar a confiança de seus consumidores", depois que a multinacional foi uma das redes de fast-food afetadas pelo caso do fornecedor chinês.

Na sexta-feira passada, o McDonald"s Japão informou sobre a retirada de todos os seus produtos que contêm carne de frango produzida na China, e anunciou que substituiria os fornecedores chineses por outros com sede na Tailândia.

A partir de agora, a empresa importará também a carne de frango brasileira "para poder garantir o fornecimento e a oferta de todos os seus produtos", anunciou a presidente do McDonald"s no Japão, Sarah Casanova, em entrevista coletiva.

"Faremos tudo o que for necessário para garantir a segurança de nosso menu", afirmou Sarah em declarações divulgadas pela emissora estatal "NHK".

Além disso, a empresa publicará informações sobre a origem de todos seus produtos em seu site e realizará "inspeções de segurança" nas instalações de seus fornecedores na Tailândia e na China, país do qual provêm outros ingredientes para alguns de seus produtos.

A empresa cancelou os pedidos feitos à Companhia de Alimentação Husi de Xangai, a fábrica onde supostamente foram processados produtos estragados, que era responsável pelo fornecimento de 20% da carne de frango utilizada em seus "chicken nuggets".

Desde que o escândalo foi revelado na semana passada, as vendas do McDonald"s no Japão caíram entre 15% e 20%, revelou um funcionário do alto escalão da companhia ao jornal "Nikkei".

Além do McDondald"s, outras multinacionais de fast-food como KFC, Pizza Hut, Starbucks, Burger King, Papa Johns, 7-Eleven e a chinesa Dicos foram afetadas pelo escândalo e recolheram de seus pontos de venda os produtos feitos com a carne da Husi.

As autoridades chinesas anunciaram no sábado que a Husi em Xangai tinha falsificado as datas de validade de mais de 4 mil embalagens de carne. Até o momento, a fábrica foi interditada e cinco pessoas foram detidas após o escândalo, descoberto pela emissora de televisão de Xangai "Dragon TV".

Em uma reportagem com jornalistas infiltrados e uma câmera escondida, a emissora mostrou como o pessoal da Husi usava conscientemente carne de frango vencida, que era mascarada com diferentes produtos para conseguir passar pela fiscalização sanitária.

 

QS 01, Rua 210 lote 18, Águas Claras - DF, CEP: 71950-770

+55 (61) 3563-1314 / (61) 3563-4776 / (61) 3562-2064

Facebook
Realizado por Amplitude Web.