QS 01, Rua 210 lote 18, Águas Claras - DF, CEP: 72030-120

+55 (61) 3563-1314

 
Preço do pão pressionado por entressafra do trigo e pelo dólar

Preço do pão pressionado por entressafra do trigo e pelo dólar

A baixa oferta nacional de trigo volta à tona para assombrar os consumidores brasileiros, já sensíveis aos aumentos de preços. Farinha, macarrão, biscoitos e o pãozinho devem ter novos reajustes nos próximos meses em razão da entressafra do cereal, da dependência das importações e do dólar em alta.

A colheita 2013 de trigo no Brasil começa em final de agosto, sendo que o grão colhido nesta época estará apto para moagem em meados de setembro. Isto significa que em julho, agosto e setembro, os moinhos do Sul e Sudeste do país terão um forte incremento nos custos da farinha, considerando a necessidade de importação com uma taxa de câmbio que se apreciou em 12% em pouco mais de um mês.

Até o final de julho haverá isenção do pagamento da TEC (Tarifa Externa Comum) para as importações de trigo externas ao MERCOSUL. Após esta data, espera-se um incremento de 10% no custo, já que Argentina, Uruguai e Paraguai não dispõem de estoques para suprir a demanda brasileira neste momento.

A CONAB (Companhia Nacional de Abastecimento), que realiza quinzenalmente leilões de venda, tem apenas 100 mil toneladas de trigo para ofertar. Não bastasse a baixa disponibilidade, os preços nos leilões de junho elevaram-se em até 30% comparados com aqueles realizados no final de maio. Já os preços do pouco trigo que resta no país subiram pelo menos R$ 120 por tonelada no decorrer de um mês no Paraná, maior estado produtor nacional.

Segundo o analista de mercados da AF News, a crise no abastecimento de trigo no Brasil acompanha a conjuntura mundial da safra 2012/13, com destaque para problemas climáticos que afetaram a produção de trigo do Brasil e principalmente da Argentina, o nosso maior fornecedor. Naquele país, segundo dados do Ministério de Agricultura argentino reproduzidos recentemente na AF News, o mercado interno do cereal teve elevações de preços entre 31 e 51% no período de 02/05 a 20/06, pela baixa qualidade industrial do produto e, consequentemente, altas de aproximadamente 30% nas farinhas vendidas às padarias locais, algo que reflete também nas importações por parte de distribuidores brasileiros.

Dados da CONAB mostram que em 2013/14 o Brasil produzirá 5,5 milhões de toneladas de trigo, e importará outras 6,8 milhões de toneladas. Em 2012/13 a colheita foi de 4,3 milhões de toneladas e a importação 7,2 milhões de toneladas. O consumo brasileiro de trigo está estimado em 10,7 milhões de toneladas.

FONTE: AF News

 

QS 01, Rua 210 lote 18, Águas Claras - DF, CEP: 71950-770

+55 (61) 3563-1314 / (61) 3563-4776 / (61) 3562-2064

Facebook
Realizado por Amplitude Web.