QS 01, Rua 210 lote 18, Águas Claras - DF, CEP: 72030-120

+55 (61) 3563-1314

 
Segmento alimentício está longe de crise

Segmento alimentício está longe de crise

Ao contrário de vários setores, o segmento alimentício não sabe o que é crise. Além de os alimentos serem bens de consumo de necessidade básica, que não permitem o adiamento de compras mesmo em um cenário de alta na inflação e retração da economia, tanto a indústria alimentícia quanto as redes varejistas têm investido em produtos de maior praticidade e mais saudáveis, mais adequados às tendências atuais.

Os supermercados estão aproveitando a oportunidade para oferecer produtos diferenciados e facilidades para o consumidor com base no aumento do poder aquisitivo e no avanço e inovações da indústria", destaca o presidente da Associação Mineira de Supermercados (Amis), Alexandre Poni.

Além disso, os supermercados têm, cada vez mais, seguido uma tendência atual de investir nas chamadas lojas de bairros, mais próximas aos clientes, portanto, mais práticas, como afirma o presidente da Amis. De acordo com projeções da entidade, em 2015, o setor supermercadista mineiro deve abrir pelo menos 70 unidades, a maior parte em pequenas lojas. "O setor vai continuar investindo em 2015 e não quer participar desta crise", ressalta Poni.

"Nesse cenário mais recessivo, a compra de bens duráveis pode ser adiada, mas a alimentação não",argumenta o empresário. Ele lembra que as refeições em bares e restaurantes também ficaram mais caras e o consumidor tem optado em fazer compras e se alimentar em casa. "De forma geral, acho que o setor alimentício não tem enfrentado a crise por causa disso", avalia.

 

QS 01, Rua 210 lote 18, Águas Claras - DF, CEP: 71950-770

+55 (61) 3563-1314 / (61) 3563-4776 / (61) 3562-2064

Facebook
Realizado por Amplitude Web.