QS 01, Rua 210 lote 18, Águas Claras - DF, CEP: 72030-120

+55 (61) 3563-1314

 
SINDICATO DA PANIFICAÇÃO DE SÃO PAULO DISTRIBUI 30 MIL PÃES NO DIA MUNDIAL DO PÃO

SINDICATO DA PANIFICAÇÃO DE SÃO PAULO DISTRIBUI 30 MIL PÃES NO DIA MUNDIAL DO PÃO

 

       Acontecerá dia 16 de outubro, quarta-feira, das oito ao meio-dia, a comemoração do Dia Mundial do Pão, no vão livre do MASP, com entrega de 30 mil pães e iogurtes da Danone, para os paulistanos que estiverem a caminho do trabalho e da escola, uma iniciativa do SAMPAPÃO.

      “Vamos entregar pães e iogurtes à população paulistana – e o mesmo número em entidades que atendem crianças em São Paulo – para comemorar o Dia Mundial do Pão, uma iniciativa da UIB, Union Internationale de La Boulangerie Ed de La Boulangerie-Patisserie, em novembro de 2000. Nesse dia, se comemora também o Dia Mundial da Alimentação, em 1945, pela FAO – Organização das Nações Unidas para a Agricultura e Alimentação – a fim de conscientizar o maior número de pessoas sobre a fome e a miséria que ainda persistem em vários lugares do mundo”, explica Antero José Pereira, presidente do SAMPAPÃO.

     A escolha pela entrega dos pães é bastante significativa para os industriais de panificação e confeitaria. “O pão é o alimento que existe em todas as casas dos brasileiros do mais rico ao mais pobre e ainda é o mais barato que existe. Por ter carboidrato, ele garante um início de dia com maior rendimento no trabalho e, na escola, é o responsável por propiciar energia para quem pratica exercícios. Nosso convite, nesse dia, especialmente, é para levar a todos a consciência da fome mundial”, diz ele.

O PÃO PELO MUNDO

     São 15 milhões de pãezinhos franceses consumidos diariamente em São Paulo e, embora muitos consumidores estejam optando pelo pão francês integral, ele é o preferido pela população paulistana. “Esse hábito muda em vários estados do Brasil – em Minas, prefere-se o pão de queijo, por exemplo – e no mundo. Na França, a baguete e o croissant são os preferidos. Na Itália, o pão italiano e, em Portugal, o pão de centeio, de trigo e a broa de milho. Mas, o interessante é descobrir que o pão francês só existe no Brasil e surgiu de uma receita feita pelo cozinheiro chefe vindo da França com a família real, nas festas que aconteciam nos finais de semana. Ele adaptou a receita que fazia com os ingredientes que tinha em mãos e era conhecido por pão do francês. Esse foi o início do pãozinho da mesa dos brasileiros”, diz Antero.

     O Dia Mundial do Pão acontece há mais de dez anos em São Paulo e começou a ser realizado na Praça da Sé, centro da cidade. “Aguardamos os paulistanos para divulgar o Dia Mundial do Pão e participar dessa nossa denúncia. O início se dará às 8 da manhã e o seu final, às 12 horas”, finaliza o presidente.

     O SAMPAPÃO fica na Rua Santo Amaro, 313, Bela Vista e o evento acontecera no vão livre do MASP.

 

QS 01, Rua 210 lote 18, Águas Claras - DF, CEP: 71950-770

+55 (61) 3563-1314 / (61) 3563-4776 / (61) 3562-2064

Facebook
Realizado por Amplitude Web.